TO WRITE OR NOT TO WRITE

Photo by Dave Davidson
Um migomeu dispara seu diagnóstico com uma mira de precisão quase cirúrgica:

'alguém que se propõe a escrever tem que ser, fundamentalmente, uma pessoa muito arrogante. Ou absurdamente destemida. (...) Afinal, aquilo que for escrito corre o sério risco de ser lido e, neste caso, não há defesa: o autor se expôs ali, e nem a tradicional desculpa do "fui mal interpretado" vai convencer. O nosso sujeito-que-escreve (note que eu não disse "escritor") colocou-se em uma posição onde vai ser analisado, catalogado e julgado.'

O tiro me pega de raspão! E eu, invocada, paro logo pra pensar.
Em qual categoria me encaixo??
Será que sou arrogante?
Talvez destemida?? Hum.. acho que não.
Por um acaso quero ser analisada?
Ou catalogada?
Ou até mesmo julgada?
Quem sabe um pouco de todas?
Ou meu caso, na verdade, é um caso de NDA (nada disso aí!)?

Na verdade, acho que o escrever, pra mim é uma 'bóia' no mar da timidez. Até mesmo porque, como diz nossa amiga Clarice (a Lispector!):
"Tenho que falar pois falar salva."
.

2 Pitacos:

Max disse...

gente!
que amigo inteligente esse seu!!
e aposto com vc que ele está todo inchado em ser citado por vc... rs...

beijins...

Sora Soralina disse...

Se tá, tá com motivo de sobra!
Rsrsrs...
Sodadis, viu?