FILME DA VEZ - SHERLOCK HOLMES **SPOILER**

Gentem... o quê eu posso dizer?!? Apenas que Mr Holmes finalmente está de volta! E que volta! Apesar de trazer algumas modificações frente aos esteriótipos construídos, não por Conan Doyle1, mas por montagens teatrais e cinematográficas, SHERLOCK HOLMES  não poderia ter sido melhor retratado.

O filme tem a impressão digital de Guy Ritchie all over the place: da trilha incidental (caracteristicamente irlandesa, hobby de Ritchie) às cenas de ação cuidadosamente coreografadas e com um controle absoluto sobre a velocidade do seu quadro-a-quadro (John Woo2 ficaria com inveja das cenas com câmera lenta!). Passando pela fotografia com paletas saturadíssimas e pelos ângulos de tomadas que lhe são característicos. O que me faz chegar à conclusão de que Ritchie, definitivamente, produz melhor sem a ex-mulher em sua vida.

E Robert Downey Jr, então?!? *Suspiros*... mais uma vez ele dá um show de interpretação, entrando 'dicunforça' na pele de seu personagem. Em sua melhor forma (e que forma, para quem já passou o que ele passou!), ele traz à vida o humor ferino e aguçado, junto com uma personalidade inteligente, de uma forma charmosamente arrogante e orgulhosa na medida, sem fazer com que você o odeie por completo. Pelo contrário! Até mesmo em seus raros momentos de fraqueza (mulheres, amigos que casam e drogas), vc se solidariza a ele.

O Holmes de Robert e de Ritchie é fiel ao de Doyle. Isso, sem ser caricato ou deixar de ser humano. Ele é inteligentíssimo (caso contrário não seria Holmes), versa com propriedade sobre várias áreas do conhecimento, domina o boxe (e outras formas de lutas) e a arte do disfarce com maestria, adora um cachimbo (mas não aquele ridículo, inventado pela trupe teatral), é viciado em cocaína (o que era legal, naquela época), mas apenas o suficiente para 'libertar' a mente e 'clarear' o raciocínio (se é que vc me entende). Mas também é humano... e se deixa abalar pela única mulher que tem o intelecto e a perspicácia à sua altura e pela perspectiva de perder o parceiro Watson para o casamento.

Watson, aliás, é outra deliciosa surpresa do SHERLOCK de Ritchie. Diferente das múmias quase paralíticas retratadas em produções anteriores, aqui Lude Law encarna um Watson realmente parceiro de Holmes. Nesta versão Watson não é apenas o observador (e biógrafo) de Holmes, sofrendo constantemente com seu  comportamento paternalista. Aqui, no lugar de estar sempre um passo atrás de Sherlock, Watson está ombro a ombro com ele. Participando ativamente da ação e contribuindo (ainda que timidamente) para as intrincadas deduções de seu colega. E para meu deleite, em nenhum momento ele teve que escutar a debochada frase: "Elementar meu caro Watson, elementar!" Que, aliás, não existe nas obras de Doyle, diga-se de passagem.

Resumindo, apesar de toda a trama acontecer no final do século XIX, com a ajuda de um elenco extraordinário e de uma produção/direção cuidadosa e bem trabalhada (Que figurino! Ia me esquecendo do figurino!), Guy Ritchie consegue nos dar de presente um SH fielmente repaginado e atualizado, sem caricaturas do original.

Super recomendo!

E preparem-se para um SHERLOCK HOLMES 2, com certeza! Afinal, Porfessor Moriarty, mal deu o ar de sua graça! Uhoooo!

Bjs elementares de sua cine-olheira...

Imagem: Crop de poster de divulgação.

OBS 1: Arthur Conan Doyle, foi um escritor e médico britânico. 
Durante o final do sec. XIX tornou-se mundialmente famoso por suas histórias 
sobre o detetive Sherlock Holmes, consideradas uma grande inovação 
no campo da literatura criminal para a época.

OBS 2: John Woo, é um cineasta chines que ficou famoso em Hollywood 
por filmes como A Última Ameaça, A Outra Face e Missão Impossível 2.
Sua marca registrada são as cenas em câmera lenta intercaladas 
nas bem coreografadas sequências de ação (geralmente com pombos voando ao fundo).

2 Pitacos:

Max Amaral disse...

sei lá se não estávamos no "clima" certo para ver o filme, mas...

achei bem mais ou menos. Sabe quando não te emociona, não te toca? É algo para se ver de novo, em vídeo, daqui há um tempo, e reavaliar.

Mas gosto tanto do Downey Jr, quanto do Law e do Ritchie (menina veneeeennnooo...)...

Sora Soralina disse...

Really?!?
Really???
Tu ta me parencendo com a Nani falando de Avatar!