TEORIA DO GRUDE

Ahá! Mais uma vez uma de minhas teorias é comprovada, alí... preto no branco!! Dessa vez, cientificamente!!

Depois da Teoria Kopenhagen, agora é a vez da Teoria do Grude, que eu já tinha 'rascunhado' de leve no post Sopa de Letrinhas, mas que agora ganha seu embasamento científico! E ó... essa vai especialmente pra migaminha Glau.

A Agência do Estado publicou hj um artigo sobre um estudo que, finalmente, comprova algo de que eu já sabia faz é tempo, ó! Que o abraço prolonga a vida e pode, inclusive, aumentar a fidelidade! Segundo o tal do estudo, a sensação na pele quando somos abraçados passa emoção e aconchego para todo o corpo. Primeiro, o toque sensibiliza todas as células e dá um arrepio. Depois, quando os braços da outra pessoa nos envolvem, com um pequeno aperto, o sentimento se multiplica e leva alívio para a cabeça e para o coração.

O estudo é da Universidade da Carolina do Norte (EUA), publicado no Psychosomatic Medicine, e mostrou que o contato físico, como um abraço, pode aumentar a longevidade. As descobertas sugerem que uma relação forte e duradoura pode proteger contra futuras doenças cardiovasculares, além de fazer bem para a saúde em geral.

O motivo é que a constância do contato físico, no caso o abraço, diminui a pressão sanguínea e o batimento cardíaco. Uma das pesquisadoras, a psiquiatra Karen Grewen, comprovou que os níveis de cortisol e de norepinefrina, hormônios do estresse, foram reduzidos após um abraço. Além disso, o nível de oxitocina, um importante hormônio ligado à fidelidade, aumentou.

Os pesquisadores explicam entretanto, que não se pode afirmar que quem se abraça mais será mais fiel. Mas a ação do hormônio gera um impulso e um desejo de cuidar. Assim, para quem abraça ou para quem é abraçado, a afetividade aumenta e traz bem-estar.

Para algumas pessoas, admitir que precisam de carinho é sinal de fraqueza e dependência, especialmente para os homens. Vixe! Eu não tenho esse problema! Abraço mesmo! E outra: esse negócio de abraço frouxo, né comigo não! Viram o que diz o estudo?? O 'APERTO' do abraço faz toda diferença! É o que faz a sensação se multiplicar e levar tudo pra cabeça e pro coração!

Resumindo:
GENTE, ABRAÇAR DÁ BARATO!!
E, PRA COMPLETAR, FAZ UM BEM DANADO!!

É tudo de bom!!

Vixi... ninguém me segura!
Agora é que vou querer muito abraço mexxxxxmo!! (Licença TiaLú!)

4 Pitacos:

Júnia disse...

Oi Soraya,
Foi ótimo encontrar com você na sexta feira. Já anotei as dicas de filmes e vou tentar ver também além do 'Constant Gardener' e do 'Senhor das Armas' o 'A bela do Palco'.
Quanto a Teoria do Grude é reconfortante saber que algo que faz bem pra saúde, não tem gosto ruim e nem dói.
Portanto, viva o abraço.
Beijos, Júnia.

Marcelo 'Grude' disse...

Excelente! Só faltava mesmo esse embasamento científico para provar aquilo que já sabíamos na prática.

Beijão e vamos continuar o grude!

Marcelo

Eu sou Lulu disse...

Eba vou apertar mais então o meu abracinho de URSO...kkkkkk

Uhuhuhu

Sora Soralina disse...

Pois é, Lulu...
Eu tbm passei a apertar mais meu abraço!

Rsrsrs...

Bjs...